Motivacional para quem tem ansiedade

Viver com a ansiedade é um desafio, pois motiva as pessoas a tentarem controlar a ansiedade e, muitas vezes, a antecipação pode trazer situações dolorosas. Existem diferentes tipos de ansiedade, desde a ansiedade mais branda, que gera maiores expectativas, até doenças classificadas como patológicas. Uma pessoa que sente ansiedade desenvolve sentimentos de incerteza, medo e dor, o que estimula um pensamento que só espera o pior.

Nesse momento, não adianta apostar em frases otimistas para tentar estimular a pessoa a responder. Além do mais, menospreze essa situação como se fosse fácil de superar. O diretor do Programa de Ansiedade do IPq do HC-FMUSP e psiquiatra Luiz Vicente Figueira de Mello alertou: “Enquanto uma palavra ressoar, vai impactar. Às vezes, o que importa mesmo é ouvir mais e falar menos”. Doutor em Psiquiatria pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo).

A ajuda mal orientada vai aumentar a ansiedade e causar mais dor ao indivíduo, por isso é importante eliminar tudo, não ajudar, o que só vai atrapalhar. Aprenda a fornecer a quantidade certa de suporte:

Deixe o otimismo de lado

A intenção original pode ser boa, mas em tempos de crise ninguém quer ouvir frases como “vai passar” ou “vai dar tudo certo”. Esse tipo de apoio é irritante porque uma pessoa ansiosa pode pensar que a outra pessoa não vale a pena sofrer. Em tempos de crise, é difícil ver uma situação positiva porque tudo parece difícil. Portanto, evite frases inspiradas na autoajuda.

Escute mais

Pode haver momentos em que uma pessoa inquieta queira descarregar-se, ouça! Nesta fase, não foque em julgamentos e julgamentos, para não causar desmotivação, e desista de ser aberto. No entanto, não force esse diálogo dizendo “diga-me o que você sente” ou “o que você pensa”, pois isso pode deixá-lo mais ansioso. Respeite o tempo da pessoa!

Demonstre preocupação sincera

Independentemente do tamanho da crise, o diálogo deve ser emocional. Vale a pena apostar no “Eu entendo você, vamos dar um momento, estou com você”. Um ataque de ansiedade dura em média 25 minutos, então fique longe, demonstrando empatia. No entanto, evite ficar muito preocupado, pois isso aumenta a ansiedade. Aja naturalmente, sem transformar o episódio em uma catástrofe.

Elimine expectativas ou suspenses

Quem mora com alguém muito ansioso precisa ser mais objetivo e assertivo, portanto, evite qualquer tipo de tensão. Não diga “vamos, estamos atrasados” ou “Estou com um mau pressentimento”, pois isso o salvará de uma crise. Outra dica é não marcar compromissos e se atrasar ou perder tempo para responder às mensagens, pois tudo isso pode causar um estado de ansiedade.

Deixe um comentário