Como definir metas e cumprir todas elas

Todos nós fazemos promessas e criamos metas incríveis no início de ano. Pouco tempo depois, quebramos a maioria delas. Depois tentamos começar no início do próximo mês, dando as desculpas mais lavadas que existem.

A gente é cara de pau assim mesmo. E é por isso que pesquisamos e criamos esse conteúdo mostrando como definir metas e cumpri-las, afinal de contas, é isso que importa.

Faça isso para conseguir estabelecer e cumprir suas metas

Papel e caneta na mão e anote tudo que achar importante (acredito que tudo seja) para alcançar suas metas e objetivos de vida.

1 Encontre a meta

Escreva tudo que deseja realizar no curto prazo, nos próximos 12 meses. Essa lista não se limita a coisas que consideramos possíveis ou realistas. Essa é uma lista de todas as coisas que queremos para o ano.

Concentre-se em uma longa lista de objetivos potenciais. Isso pode parecer intimidador, mas se nos abrirmos para explorar o que queremos, podemos acabar sendo surpreendidos positivamente com o que vai parar nessa lista.

Frequentemente escolhemos metas que os outros desejam que alcancemos. Esses não são objetivos ruins, mas podem não ser os objetivos certos para nós.

Além de ser uma meta pela qual precisamos trabalhar, uma meta deve nos deixar nervosos e com frio na barriga. Quando sentimos um pouco de medo, nosso cérebro sai do ciclo confortável, do hábito, e passa para o funcionamento de execução.

Estamos alertas, prontos para agir, observando detalhes que de outra forma teríamos esquecido. Essa mudança de passivo para ativo ajuda a nos manter em uma atitude mental de prontidão, o que é fundamental quando estamos trabalhando em prol de um objetivo.

Se voltarmos à complacência, é improvável que nos sintamos motivados o suficiente para tomar uma atitude que nos leve a abandonar nossos objetivos.

2 Reveja o sucesso

Quando pensamos sobre o que queremos, tendemos a nos concentrar nas coisas que não fizemos ou alcançamos anteriormente. Isso é comum quando não conseguimos aquela promoção no emprego ou quando não conseguimos atingir a meta de perder determinas quilos.

Não consegui as coisas que queria no ano passado, por isso vou tentar duas vezes mais e focar muito em consegui-las esse ano.

Pessoas

O problema com essa estratégia é que o que estamos realmente fazendo é nos concentrar no fracasso como nosso caminho para o sucesso.

Uma maneira de mudar a maneira como nosso cérebro interpreta os objetivos e metas é realmente nos concentrarmos em tudo o que tivemos sucesso como nosso ponto de partida.

Esse é realmente um exercício poderoso para mudar nossa mentalidade e, para este exercício, nenhum sucesso é muito pequeno. Anote as realizações pessoais e profissionais.

Você deu uma colher de açúcar para seu vizinho? Anote! Conseguiu lavar a roupa antes de ficar sem roupa limpa? Anote! Ajudou a manter os filhos sob controle durante as aulas de reforços? Anote também! Anote todas suas vitórias e realizações, por mais pequenas que pareçam ser.

Um dos sistemas mais poderosos em nosso cérebro é nosso sistema de recompensa. Esse é o sistema responsável por quão bem nos sentimos sempre que realizamos algo. E esse mesmo sistema é acionado simplesmente por lembrar eventos de recompensa. Isso significa que, ao nos concentrarmos em nossos sucessos, estamos nos lembrando desses eventos de recompensa e obtendo a poderosa liberação de dopamina em cada item que listamos.

3 Seja flexível

Se chegar em um momento em que está perdendo o foco, comemore o progresso que fez até o momento. Você está em um lugar diferente de que estava quando começou a trabalhar para alcançar seu objetivo, e isso é incrível.

Você precisa estar ciente de que o fracasso nunca é o fim, é simplesmente uma oportunidade de avaliar o que deu errado para que possa adaptar os próximos passos. Não se martirize e não exija muito de você, seja flexível caso falhe algumas vezes. Você não é uma máquina.

Talvez você esteja atingindo seus marcos, mas eles não estão te motivando da maneira como pensava. Pode ser que sua paixão ou sua vontade de alcançar determinado objetivo tenha se perdido. E tudo bem isso acontecer!

É só mudar a rota e traçar novos planos, não tem nenhum problema nisso. Não fique se julgando caso não consiga atingir um objetivo. Por exemplo: se você tem o objetivo de perder tantos quilos em alguns meses e não conseguiu, não fique triste por isso. Apenas procure enxergar onde você errou.

Pode ser que tenha traçado uma meta muito alta, que tal começar de novo com uma meta um pouco mais realista? De novo, é importante falar que você não é uma máquina.

Comece de novo e trace planos mais realistas. Quando você atingir a meta mais realista de perder peso, por exemplo, pode traçar uma meta mais desafiadora.

Comece, se não conseguir, dê um sorriso e comece de novo, mas de uma forma menos agressiva. Um dia de cada, com persistência e flexibilidade.

Conclusão

Definir uma meta ou objetivo não é um processo de apenas definir e esquecer. Requer mudar nossa mentalidade e planejar com detalhes o que vai ser preciso fazer. Não importa o quanto sejamos apaixonados, as coisas vão ficar difíceis e vão dar errado. Mas recomece sempre que necessário.

Reserve um tempo para comemorar suas pequenas vitórias, e não se desanime com as falhas. Recomece sempre que possível, o sabor da vitória é muito saboroso e merece ser sentido por todos nós.